GABARITO APOSTILA 8º ANO

Página 82 

1. Resposta pessoal. O aluno deverá falar sobre a economia, a cultura ou da má influência dos Estados Unidos no mundo.

 Página 83

 2. Havia um grande número de etnias que viviam em todo território americano.

 3. Enquanto a colonização inglesa dava certa liberdade no funcionamento de sua colônia na América, Portugal era extremamente cauteloso e vigilante no Brasil.

 4. Os colonos não aceitaram a intervenção e o aumento de impostos e se rebelaram contra a Inglaterra.

 Página 84

 5. Nas Treze Colônias americanas, o iluminismo foi o inspirador de Thomas Jefferson e Benjamin Franklin para a campanha de independência americana. Eles provaram que os princípios do iluminismo, fim do absolutismo, a soberania popular e a liberdade de comércio podiam ser postos em prática.

 Página 85

 6. Apesar de ser um país absolutista, a França, para prejudicar sua antiga inimiga, a Inglaterra, apoiou a luta americana com armas, soldados e dinheiro.

 Página 86

 7. a) As Treze Colônias: Massachusetts, Rhode Island, Connecticut, New Hampshire, Nova Jersey, Nova Iorque, Pensilvânia, Delaware, Virgínia, Maryland, Carolina do Norte, Carolina do Sul e Geórgia.

b) Texas, Flórida, Cuba e Porto Rico.

c) Toda a região Norte do México, que constitui o Sul dos atuais estados de Arizona e do Novo México.

d) Alaska.

 Página 87

 8. O Destino Manifesto é o termo que expressa a crença de que o povo dos Estados Unidos é eleito por Deus para comandar o mundo, e por isso, o expansionismo americano é apenas o cumprimento da vontade divina. Os defensores do Destino Manifesto acreditaram que a expansão não só era boa, mas também era óbvia (“manisfesto”) e inevitável (“destino”).

 1. A Revolução Americana provou que os ideais iluministas poderiam ser postos em prática.

 Página 88

 2. Com a Independência dos Estados Unidos, a cidadania só chegou para os homens adultos e brancos que possuíam certa renda, proveniente de terras ou investimentos. O restante da população ainda teve um longo caminho a percorrer para atingir a cidadania.

 3. a) A Independência dos Estados Unidos só ocorreu naquele momento porque a Inglaterra tomou atitudes que não agradaram aos seus colonos. Se não fosse por esse motivo, não haveria um grande descontentamento em ser colônia britânica.

 Página 89 

4. A grande maioria da população americana não teve acesso à cidadania, como mulheres, índios e escravos.

 5. Acabar com a cobrança de impostos feita pela Inglaterra, investir no desenvolvimento do país.

 Página 90 

6. A expansão se deu através de compra, como foi o caso do território do Alaska, que foi adquirido da Rússia, ou por conquista, como foi o caso dos territórios que hoje compõem o Sul dos Estados de Arizona e Novo México, territórios conquistados do México.

 7. A escravidão nos Estados Unidos da América ficou mais concentrada no Sul do país, onde eram utilizados em plantations. Os escravos eram trazidos da África onde eram trocados por rum.

 Página 96 

1. Os filósofos iluministas forneceram pensamentos para criticar as estruturas políticas e sociais absolutistas francesas. As riquezas eram mal distribuídas; a crise produtiva manufatureira estava ligada ao sistema corporativo, que fixava quantidade e condições de produtividade. Isso descontentava a burguesia. A França ainda passava por uma crise agrícola, que ocorreu graças ao aumento populacional. Como a quantidade de alimentos produzida era insuficiente e as geadas as geadas diminuíram a produção alimentícia, o fantasma da fome pairou sobre os franceses. As ideias iluministas encontraram ali um terreno fértil para crescerem, e os revolucionários viram nessas ideias a possibilidade de mudanças.

 Página 97

 2. Nos Estados Gerais, cada Estado tinha direito a um voto. Sendo assim, o clero e a nobreza estavam certos de que teriam o controle da Assembléia, pois seria dois contra um. Mas, assim que os membros do Terceiro Estado souberam da convocação, exigiram que os votos fossem contados “por cabeça, ou melhor por número de indivíduos.”

 3. A Bastilha era uma prisão para nobres ou letrados, adversários políticos, aqueles que se opunham ao governo ou mesmo à religião oficial.

No dia 14 de julho, a Bastilha abrigava apenas sete prisioneiros; no entanto, a multidão invadiu-a tanto por representar um símbolo do absolutismo, como para tomar as armas que havia em seu interior. A importância da Queda da Bastilha resta no fato de que, a partir desse momento, a revolução conta com a presença das massas trabalhadoras.

 Página 98

 4. Eles eram contrários, já que a Assembléia Nacional eliminava os privilégios do Primeiro (clero) e do Segundo Estado (nobreza).

 5. Revolucionário é aquele que provoca revoluções. Já o contrarrevolucionário é aquele que luta contra a revolução.

 Página 99

 6. Europa afora, Áustria, Prússia, Holanda, Espanha e Inglaterra, indignados e temendo que o exemplo francês se refletisse em seus territórios, formaram a Primeira Coligação contra a França. Encabeçando a Coligação, a Inglaterra financiava os grandes exércitos continentais para conter a ascensão burguesa da França.

 Página 100 

7. O governo revolucionário encontrava-se desmoralizado e a população necessitava de um salvador, uma figura energética, respeitada. Já a burguesia queria alguém que consolidasse seu poder, evitando o possível retorno da monarquia.

 1. A Declaração dos Direitos dos Homens se inspirou nas ideias iluministas de que o direito e as garantias surgem na ideia de proteção do homem contra o poder exercido pelo Estado. O poder delegado pelo povo e seus representantes não é absoluto, e apresenta várias limitações, entre elas a previsão de direitos e garantias individuais e coletivas. Na visão moderna da democracia, os direitos fundamentais estão diretamente ligados à noção de limitação do poder.

 Página 101

 2. a) Período do Terror.

b) O Comitê de Salvação Pública era encarregado de julgar pessoas consideradas inimigas da Revolução.

 3. Revolução é a ruptura do sistema jurídico, político, social, econômico ou cultural vigente, com a formação de um novo sistema. A revolta é uma manifestação (armada ou não) contra a autoridade estabelecida.

 Página 102

 4. Napoleão visava expandir o domínio francês para além de suas fronteiras e tinha como meta desenvolver a indústria na França.

 Página 104

 1. Indicar o país que saiu primeiro na corrida pela industrialização e quais as conseqüências da industrialização para o mundo.

 Página 105

 2. Escrever sobre a importância da mão de obra especializada e da pesquisa para o desenvolvimento do país.

 3. A utilização da tecnologia no campo exige que o trabalhador rural tenha conhecimento técnico. Aquele que não tem meios de estudar e de se informar acaba saindo do campo em busca de novas oportunidades de trabalho na cidade.

 4. É a lei que estabelece a relação entra a procura e a quantidade que é ofertada. Nos períodos em que a oferta de um determinado produto excede muito a procura, seu preço tende a cair. Já em períodos nos quais a procura passa a superar a oferta, a tendência é o aumento do preço.

 Página 106

 5. Segundo Malthus, qualquer melhoria no padrão de vida de grande massa é temporária, pois ela ocasiona um inevitável, aumento da população, o qual acaba impedindo qualquer possibilidade de melhoria. Para o autor, a diferença entre as classes sociais era uma conseqüência inevitável. A pobreza e o sofrimento eram o destino para a grande maioria das pessoas.

 Página 107

 6. O sentimento de insegurança e os terrores da miséria convenceram John Ludd e seus companheiros do mal que era a máquina, considerada sua inimiga principal. O homem que, para viver, só contava com seu trabalho pessoal, transferia a culpa de seus problemas para a máquina, que ele denunciava como uma competidora, responsável pelo desemprego e pelos baixos salários. Então, a única saída era destruí-la.

7. Os sindicatos serviam com uma entidade que organizava o movimento operário. A principal iniciativa do cartismo foi a publicação de panfletos contendo as principais reivindicações do movimento operário e divulgando-as junto à população inglesa.

8. a) A Revolução Industrial foi responsável por inúmeros inventos, sendo que alguns deles contribuíram nas comunicações, como o telégrafo, a máquina fotográfica e o cinematógrafo.

b) Também foram inventadas, no contexto da Revolução Industrial, a máquina a vapor e a locomotiva.

c) Ainda não havia precedentes de um volume de produção industrial tão grande como o daquele período. A máquina a vapor e a eletricidade e, depois, o motor à combustão darão origem a um verdadeiro surto industrial.

 Página 108

 1. a) A principal fonte de energia era o vapor.

b) Os operários reivindicavam melhores condições de vida e de trabalho. Os principais movimentos ocorridos naquele período foram o ludismo e o cartismo.

 2. Aumento da produtividade, divisão e especialização de trabalho.

 3. Em primeiro lugar, a Revolução Inglesa propiciou um maior investimento na industrialização, pois a burguesia havia chegado ao poder e tinha total interesse nesse setor de investimento. Um segundo fator foi que essa mesma burguesia possuía um grande capital acumulado proveniente da Revolução Comercial.

 Página 109

 4. De um modo geral, as crianças e adolescentes daquele contexto histórico eram tratados como adultos e, portanto, acreditava-se que eles seriam capazes de executar as mesmas funções dos adultos em seus trabalhos nas fábricas. Além disso, recebiam salários mais baixos, convivendo com ambientes insalubres, sem direito a qualquer tipo de assistência médica ou social, o que os levava a conviverem com precárias condições de trabalho.

 Página 112

 1. A frase de Descartes representa um momento a ciência leva em consideração uma perspectiva voltada para o uso exclusivo do pensamento lógico, da razão e dos movimentos mecânicos, de modo geral, verificados na sociedade.

 2. As ideias iluministas serviram de inspiração para vários movimentos de independência, entre eles o movimento das Treze Colônias Inglesas.

 3. As ideias iluministas deram suporte à Revolução Francesa, pois os ideais da Revolução, de igualdade, liberdade e fraternidade foram inspirados nos princípios do iluminismo, de universalidade, autonomia e liberdade em todos os aspectos da vida em sociedade;

 Página 113

 4. A razão e a ciência vão propiciar uma verdadeira “revolução” no campo da produção industrial, pois, com base nos inventos e na sua utilização na produção, a burguesia irá realizar a Revolução Industrial.

 5. Quanto maior o conhecimento adquirido por uma pessoa, maior o seu poder perante a sociedade onde vive, pois o conhecimento a leva a adquirir recursos necessários para sua ascensão ao poder, sejam eles políticos, materiais, ou mesmo ideológicos.

 6. A evolução da ciência e da tecnologia tem levado alguns países a adquirirem hegemonia sobre os outros no mercado internacional, como é possível observar neste contexto permeado pela globalização/regionalização. Os maiores exemplos atuais de países que vivem essa situação são os Estados Unidos e Japão.

Página 114

 7. Os colonizadores da América tinham uma visão preconceituosa em relação aos povos colonizados, numa perspectiva hierárquica, etnocêntrica, o que os levou a promover uma tentativa de aculturações dos povos dominados. Portanto, eles desprezavam a cultura, a religião e os costumes dos povos colonizados.

 8. Para Hobbes, onde não existe lei ocorre o fenômeno da selvageria ou barbárie, representado pela frase citada. Segundo o autor, o homem possui um instinto natural de investir e dominar o outro; daí a necessidade do estabelecimento do Estado para evitar que os mais fortes abusem do seu poder em relação aos mais fracos. No caso da colonização, os europeus, num primeiro contato, estavam imbuídos do espírito cruzadista, pois haviam acabado de sair das Cruzadas quando enfrentaram o empreendimento de dirigir-se às Américas. Além disso, possuíam armas de fogo, com maior capacidade efetiva no confronto direto com os ameríndios. Isso fez com que não tivessem maiores dificuldades no processo de dominação pela violência.

 9. a) Os negros continuaram escravos.

b) Foram expulsos de suas terras, e boa parte foi exterminada pelo homem branco.

c) Num primeiro momento, eles perderam parte de seus territórios para os norte-americanos, o que mais tarde deu origem à Revolução Mexicana.

 10. Montesquieu critica o Estado Absolutista.

 11. Montesquieu criou a “Lei dos freios e contrapesos”, em que propõe que, diante da gestão da sociedade, um poder não deve ser superior a outro, mas deve-se buscar um equilíbrio entre os poderes (Legislativo, Executivo e Judiciário). Montesquieu ainda defendia a criação de uma Constituição para regular as regras da política na sociedade.

 Página 115 

12. Em oposição às ideias de Hobbes, para quem “o homem é o lobo do homem”, Rousseau, que também defendia o contrato social, afirmava que “o homem em estado natural é um ser puro e ingênuo; quem corrompe o homem é a sociedade e a propriedade privada”. Nesse sentido, assim como Hobbes defende a figura do Estado para proteger os indivíduos, Rousseau também o faz. Contudo, o autor propõe a autonomia dos indivíduos, o que levou alguns estudiosos a afirmarem que ele esboçou as ideias que mais tarde seriam utilizadas pelos comunistas e socialistas, o princípio da vida em comunidade.

 13. A maior crítica ao absolutismo é, justamente, o fato de inibir a vontade geral, pois, nesse regime, o poder na sociedade se encontra concentrado nas mãos de uma única pessoa, ou de um grupo próximo ao governante, em detrimento da maioria da população.

 14. Malthus afirmava que, enquanto a produção de alimentos crescia numa progressão matemática, a população crescia numa progressão geométrica. Isso indica que ocorre uma escassez de alimentos, tendo em vista que a produção não seria suficiente para o consumo da população no planeta.

About these ads

Uma resposta

  1. professor se passo a tarefa so que o ultimo post do blog de historia e de 2010….nem eu nem a laura fez nos naum entendemos issu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: